Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PaperLife

PaperLife

31
Out12

Espectros

Uma noite fria,

Soturna, sem luar.

O medo sobrepõe-se à alegria

No meu vazio olhar.

 

O cheiro pútrido de uma vida,

As trevas que a enlaçam,

Mostram um caminho só de ida

A todos os que passam.

 

Conspurcam o ar como veneno,

Mutilando até o mais bravo ser;

Perseguem o pecado terreno

Que no passado os fez nascer.

 

Sem lugar na sepultura,

Nada mais são que almas penadas.

Não há esperança ou cura,

Apenas lágrimas ensanguentadas.

13
Out12

Dist(ânsia)

PaperLife: Veste um véu de esperança,

Escondendo a pura mágoa.

Um passo da tempestade à bonança

Através de uma gota de água.

 

JA: Veste que reveste pura saudade,
Sentimento que padece, mas não me enfraquece,
Fazendo-me continuar esta aventura,
Continuando a diminuir a distância que, ainda, me amargura.

 

PL: Nefasto obstáculo que me faz crescer,

Que me faz sentir o desconhecido.

Agora, conheço o significado da palavra sofrer

Alimentando-me do meu “eu” destemido.

 

JA: Sofro, sem temer sofrer;

Caminho, sei que jamais me deixarão sozinho.
Força que de vós provém, projecta meu destino,
Sabendo que um dia regressarei mais enriquecido.

 

PL: Aprendi a combater a distância

Conhecendo a sua essência;

Deixei aflorar em mim a instância,

Abraçando gestos de benevolência.

 

JA: Refugiu-me no conforto dos vossos abraços,
Na força do vosso sorriso e admiração;
Gestos simbólicos que aquecem meu coração,
Os quais merecem uma só palavra: devoção.

 

                               (Poema elaborado em parceria com JA)

10
Out12

Sem nome (continuação)

[…]

Caí numa assombração,

No abismo que eu mesma criei.

Execrável poder da atracção

Que me fez esquecer quem amei.

 

Conheci o seu lado obscuro;

O corpo que me fazia teme-lo, odiá-lo,

Que o tornava impuro

E que, mesmo assim, me fazia desejá-lo.

 

Uma promessa quebrada,

Na boca de uma dita meretriz;

Braços que me fizeram sentir apavorada

E que me fizeram ser feliz.

 

Concebi o meu próprio enterro,

O meu desgostoso fado,

Gozando ilusões sobre um erro

Que amaldiçoou o meu passado.

[…]

Sigam-me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D